Blog: Turismo, gastronomia, arte e história na Toscana

Desde de setembro que uma obra de arte, exposta na Piazza della Signoria, em frente ao Palazzo Vecchio vem criando polêmicas entre os florentinos e os visitantes da cidade de Florença. Trata-se de uma obra do artista suíço Urs Fischer que faz parte do projeto In Florence. O projeto nasceu um ano atrás da idéia de Fabrizio Moretti e Sergio...

Salvatore Ferragamo: 1927 - O retorno à Itália. Um inteiro palácio na elegante Via Tornabuoni em Florença, hospeda a boutique e o Museu Ferragamo, com os protótipos dos calçados feitos pelo célebre sapateiro das atrizes, divas e porque não, das mulheres normais amantes do estilo de Ferragamo.

O Palazzo Vecchio em Florença é um edifício complexo, construído em 1299 e durante séculos foi objeto de diversas ampliações. O Palazzo Vecchio sempre manteve a sua função original de sede politíca e administrativa e acima de tudo, o símbolo da cidade.

A Medusa de Caravaggio (1595-1598) que se encontra na Galleria degli Uffizi na verdade é um escudo que foi presenteado ao Grão-duque Ferdinando I dei Medici e que era usado nos desfiles militares.

O Batistério de Florença é um dos lugares astronômicos mais antigo em toda a cidade. Foi alí que o astrônomo Strozzo Strozzi construiu em 1048 um relógio solar que marcava o solstício de verão e que se manteve em funcionamento durante de três séculos.

Em todo o mundo é conhecida como "o berço do Renascimento". Florença, capital da Toscana, é uma das metas favoritas entre os turistas. Importante cidade Universitária e Patrimônio Mundial da UNESCO, Florença é considerada o berço do Renascimento é um dos berços da arte e da arquitetura, reconhecida como uma das mais belas cidades do mundo, graças...

O Consorzio Chianti Classico, no qual são registradas cerca de 600 vinícolas, foi fundado com o objetivo de valorizar o vinho Chianti Classico e a sua marca. Suas origens são antigas: em 1924, um grupo de produtores se reuniram em Radda in Chianti e fundou o Consórcio para a defesa do vinho Chianti, para proteger o produto...

Hoje a maioria das pessoas visitam a Galleria degli Uffizi para admirar as pinturas do Renascimento, principalmente a Vênus de Botticelli, mas no passado, na época da fundação do museu, as pessoas visitavam o Uffizi principamente para admirar e beijar as mãos de uma estatua grega escolpida no final do Seculo I a.C.: a Vênus dos Medici.